Autoestima para uma vida mais íntegra – Como cultivá-la?

Autoestima para uma vida mais íntegra – Como cultivá-la?

Psicológicos apontam que a insegurança, sintoma de ansiedade e depressão, e a percepção negativa sobre si mesmo são resultados de uma baixa autoestima.

É por isso que acabamos por nos sentir extremamente vulneráveis e limitados até nas atividades mais rotineiras de nossas vidas – já que a capacidade de nos amar, nos respeitar e nos aceitar está comprometida.

Claro que nem sempre é possível mantê-la em níveis altíssimos. Mas quando cultivada diariamente, a autoestima promove bem-estar, avaliação positiva sobre nós mesmos e crença em nossas ações.

O resultado disso? Dias mais tranquilos e seguros: mais valor a quem somos, mais momentos cuidando do corpo e da mente e mais valorização do amor-próprio.

Neste artigo, te convidamos a saber mais sobre as avaliações que fazemos diariamente sobre nós mesmos e como cultivá-las para prosperar.

 

O que é autoestima?

Autoestima nada mais é do que um conjunto de percepções, sentimentos, comportamentos e evolução, que temos sobre nós mesmos, que pode garantir um bem-estar prolongado e seguro.

O resultado de todo este conjunto é:

  • A real percepção de quem nós somos;
  • O valor que atribuímos a nós mesmos;
  • A segurança que temos em nossos relacionamentos;
  • A aceitação de nossos defeitos;
  • Transformação das inseguranças e instabilidades da confiança em um estímulo positivo;
  • Sem subestimação de quem somos e das capacidades que temos;

Inegavelmente, a autoestima pode ser a chave principal para o sucesso ou para o fracasso, e até mesmo o resultado de como nos relacionamos com o outro.

Entretanto, quando a cultivamos, ela nos reforça que não há limite para uma vida plena e bem vivida – apesar dos inúmeros obstáculos e defeitos que encontraremos pelo caminho.

 

Quais são seus pilares?

Só conseguimos mudar ou aperfeiçoar de forma efetiva aquilo que realmente conhecemos, né? A autoestima, por sua vez, é composta por 6 pilares que a mantém de pé.

Quando algum deles está decadente ou prestes a desmoronar, com certeza enfrentamos uma oscilação da percepção que temos sobre nós mesmos.

Mas não se preocupe, porque a reestruturação é sempre um caminho possível!

Autoconhecimento

Atingimos o autoconhecimento quando temos consciência da nossa história e conhecemos nossa personalidade por completo.

Credibilidade

Quando temos objetivos claros e nos movemos em busca de propósitos bem esclarecidos, passamos a viver motivados e confiantes das nossas ações.

Compaixão

Quando falamos em autoestima, ter compaixão é ser gentil e receptivo consigo, reconhecendo que, por estarmos em constante evolução, estamos sempre suscetíveis ao erro.

E está tudo bem!

Aceitação 

A aceitação pode ser tanto a que estabelecemos em sociedade quanto a que temos conosco. Ela parte do princípio de que não nos acomodamos, mas nos alegramos com os nossos acertos e qualidades sem deixar de acolher os erros e defeitos (que fazem parte).

Autorresponsabilidade

Atingimos a autorresponsabilidade quando temos confiança nas ações que tomamos; acreditando que nossos pensamentos e decisões podem ser assertivos.

Sempre tendo em mente que somos responsáveis por cada ação tomada e palavra proferida, claro.

Integridade social

Atingimos a integridade quando entendemos a importância de 2 competências fundamentais: ser capaz de fazer contatos e lidar bem com diferentes pessoas, e se conectar a relacionamentos frutíferos, respeitosos e satisfatórios.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Como cultivá-la e melhorá-la?

Imagina que você tenha em mãos um punhado de terra e alguns grãos prontinhos para germinar. Claro que a germinação e fertilização do solo não acontecerá do dia para noite.

Ou seja, para ver as plantinhas florindo, é preciso se dedicar diariamente e constantemente. Se, em algum momento, o esforço for bruscamente reduzido ou não levado a sério, elas morrem e perdem a sanidade.

Com a autoestima, não é diferente: seu grãozinho precisa ser regado, levado a sério e colocado como prioridade no dia a dia.


Bora fazer acontecer!

Encontre e se apegue a seus pontos fortes

Inegavelmente, todo mundo é bom em alguma coisa. Seja cozinhar, cuidar de alguém, fazer piadas, encenar, ensinar, dançar…

O desenvolvimento e aprimoramento em alguma área nos faz mais confiantes e seguros de que temos pontos bons a serem mostrados ao mundo!

Para ajudar, escreva uma lista com todos os seus pontos fortes e deixe em um lugar visível, para que você sempre se lembre das vantagens que tem.

 
 

Cuide do seu corpo tendo ciência de que há imperfeições (e está tudo bem!)

Coloque na cabeça um ensinamento muito importante: nosso corpo é o nosso lar!

E nos diga: como você gosta de ver a sua casa? Limpa, cheirosa, bem cuidada e, principalmente, amada – visto que é onde dormimos, comemos, nos vestimos, respiramos e temos bons momentos.

Tire um tempo para cuidar da sua pele, do seu cabelo, da sua mente e do estilo de vida que leva.

Assim, ficará muito mais fácil dar mais importância ao que é bom e aceitar as características que não te agradam tanto.

Afaste-se do perfeccionismo

É importante partir do pressuposto de que perfeição não existe. Por isso, toda e qualquer tentativa de alcançá-la será falha e fracassada.

Essa falha pode até levar ao desmoronamento da confiança e do quanto acreditamos em nós. Então, muito cuidado para não disputar a corrida injusta e inalcançável da perfeição, ok?

Há inúmeras outras maneiras de fazer algo bem feito (e sabemos que você sabe por onde começar!) 😊 

 

Comemore as suas vitórias

Sabe aquelas pequenas vitórias das nossas vidas? Elas acontecem todos os dias!

Todos os dias enfrentamos uma batalha, mesmo que seja interna, e todos nós as enfrentamos de maneiras distintas e com intensidades diferentes.

Mas, ao final do dia, devemos considerar as batalhas que vencemos: seja olhar no espelho com um olhar mais gentil, seja ter se perdoado por um erro no trabalho, seja ter conseguido tirar um tempinho antes de dormir para o skincare

Pergunte-se diariamente: qual foi a minha vitória de hoje?

Tenha objetivos claros e atingíveis

Nada de sonhar com o impossível e com o inatingível. É preciso sonhar grande e ter objetivos claros, mas sempre com os pés no chão, ok?

Quanto mais nos distanciarmos de uma frustração desnecessária, melhor.

Não se compare com ninguém

Admire o que você tem de melhor, reconheça aonde já chegou e comemore os êxitos com glamour.

Assim como você fará isso, outras pessoas também o farão de acordo com a própria realidade e trajetória de vida.

Entenda que a comparação se torna extremamente injusta quando levamos em consideração pontos de partida diferentes.

Admire a sua história e reconheça todos os esforços até aqui!

Seja compreensível com os seus próprios erros

Diríamos que uma das melhores partes de ser humano é ter a impossibilidade de sempre acertar. Já pensou o quanto de lições deixaríamos de aprender e quantas oportunidades perderíamos de melhorar?

Errar é humano e nós somos de carne e osso! Não tenha o erro com orgulho, mas sim como oportunidade de ser resiliente, de pedir desculpas (quando necessário) e de fazer diferente da próxima vez.

Afinal, um erro bom é aquele que nos ensina e promove mudanças, né?

 

Checklist: desenvolvendo características de pessoas com autoestima elevada

  • Resiliência;
  • Confiança em si;
  • Lida com as imperfeições;
  • Elimina a culpa;
  • Aperfeiçoa-se constantemente;
  • Sabe dizer ‘não’;
  • É compreensível e sincero;
  • Comemora diariamente;
  • É gentil consigo;
  • Entende a importância de tirar um tempo para cuidar de si;
  • Reconhece os pontos fortes e fracos;
  • Empenha-se em ser melhor, mas nunca perfeito;
  • Sabe dos seus limites e quando é necessário parar;
  • Se ama!

Todos esses sentimentos, ações e definições fazem parte do que chamamos de autoestima. São elas que prezam por uma autoimagem bem estruturada, pela aceitação e pelo quão receptivos somos até mesmo com os nossos erros e defeitos (os quais sempre podem ser aprimorados).

Amar-se faz parte do caminho doloroso, cheio de erros, mas também extremamente abundante e delicioso de ser quem somos.

Bora se amar mais? Deixe nos comentários o que você tem feito por você para que possamos continuar esse papo super massa 😊

 

Com carinho,
Clorofitum.

Escreva um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *